15 de maio: Iran presente em atos da Greve Nacional da Educação

0
210
Iran esteve nas ruas, junto com os professores, estudantes e trabalhadores em marcha

O dia 15 de maio de 2019 já está escrito na história das lutas em defesa da Educação Pública com a grande greve nacional convocada pelas centrais sindicais, unindo professores, estudantes, técnicos administrativos e a sociedade em geral, em resposta aos ataques do governo federal à educação pública e aos direitos do povo trabalhador brasileiro.

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) está, constantemente, nas trincheiras de luta contra o desmonte da educação pública e contra a proposta da Reforma da Previdência. Neste dia 15, o parlamentar participou ativamente de atividades que marcaram a greve nacional em Sergipe, além de destacar na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe a vitoriosa mobilização ocorrida em todo o País e no Estado de Sergipe.

“Há um protesto nacional contra as medidas que visam reduzir os direitos educacionais do nosso povo, inclusive cortando, em 30%, os escassos recursos para a educação pública. Portanto, as palavras de ordem são: Luta e Resistência”, disse.

Iran Barbosa iniciou o dia participando do ato promovido pelo Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (Sindipema), em frente à Câmara Municipal. Na oportunidade, a categoria entregou ofícios aos vereadores em defesa da garantia do reajuste do Piso Salarial.

“Especialmente em Sergipe e em Aracaju, os problemas na educação se avolumam, há um cerceamento permanente aos direitos dos educandos, os educadores têm o seu direito ao reajuste do piso salarial negado e vivem o desmonte da sua carreira”, pontuou.

Protesto pelas ruas de Aracaju

No período da tarde, Iran Barbosa participou de um grande protesto, acompanhando uma multidão que aderiu à Marcha do Dia da Greve Nacional da Educação, pelas ruas do Centro de Aracaju.

“Todos esses protestos evidenciam a crítica às políticas em andamento em nosso país. Os brasileiros já perceberam que essas medidas atacam todo o conjunto da população, seja nos seus direitos sociais, previdenciários, assistenciais; seja Na oferta de políticas públicas essenciais ao nosso povo, como é o caso da Educação”, afirmou.

Iran Barbosa parabenizou a unidade e a força de todos os envolvidos. “A Greve Nacional da Educação é uma resposta a esse governo autoritário e antidemocrático, que quer desmontar todas as conquistas construídas a duras penas”, evidenciou Iran, mencionando que a greve também é um marco preparatório para a Greve Geral, que está prevista para acontecer no próximo dia 14 de junho.

“E a luta vai continuar porque vai ter resistência e enfrentamento a esse desmonte da educação e dos direitos previdenciários”, reforçou Iran Barbosa.