Iran Barbosa manifesta solidariedade ao Centro de Formação Paulo Freire

0
120
Foto: reprodução vídeo MST

Após a autorização de reintegração de posse de área de 15 hectares dentro de um assentamento na zona rural de Caruaru (PE), na qual está localizado o Centro de Formação Paulo Freire, do MST, o deputado Iran Barbosa (PT) manifestou solidariedade àqueles que fizeram e continuam construindo o Centro.

O parlamentar destacou que a área em litígio, a antiga Fazenda Normandia, está desde a década de 90 sob gestão da associação de assentados.

“É um Centro que desde 1998 tem contribuído com a formação e com a capacitação de camponeses e nós não conseguimos compreender essa decisão, a não ser por medidas de retaliação e perseguição. A reintegração de posse foi pleiteada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o mesmo Órgão que, lá atrás, na década de 90, estimulou e celebrou a cessão de uso da terra”, lamentou.   

“A reintegração de posse foi concedida, inclusive, permitindo, se necessário, com o uso de força, uso de arrombamento, uso de condução coercitiva e com remoção de bens e animais de um espaço que vem sendo utilizado para formação do bem do povo brasileiro”, refutou.

Iran Barbosa lamentou o pedido por parte do Incra, bem como a decisão da Justiça Federal.

“Manifesto o meu pesar a esse tipo de perseguição que está sendo empreendida contra o legado de Paulo Freire e contra todas as organizações populares, que se valem desse legado para formar e educar o nosso povo. Manifesto também a minha solidariedade àqueles que fizeram e constroem ainda hoje o Centro de Formação Paulo Freire”, posicionou-se Iran Barbosa, informando que vai solicitar uma manifestação pública da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe em apoio àquela comunidade.