Imprimir
PDF

Iran participa de atividades da greve geral e destaca a luta dos trabalhadores

Escrito por Valesca Montalvão on .

Pin It

Junto com sindicalistas e trabalhadores, Iran esteve no centro ajundando a contruir a Greve GeralJunto com sindicalistas e trabalhadores, Iran esteve no centro ajundando a contruir a Greve GeralNo dia marcado por diversos atos dos trabalhadores, durante a greve contra o golpe na previdência pública, a retirada dos direitos trabalhistas e o desmonte das políticas de educação, saúde e segurança do governo do Estado, o vereador Iran Barbosa, do PT, destacou, a importância da resistência popular e avaliou como acertada a decisão dos trabalhadores e trabalhadoras de Sergipe ao manterem a greve em nosso Estado.

"Se a reforma golpista da Previdência não entrou na Pauta da Câmara Federal esta semana, é porque estamos demonstrando força e a manutenção integral da Agenda de luta deste 05 de dezembro é fundamental neste cenário de disputa", avaliou o petista.

Na Tribuna

O parlamentar informou, na Tribuna da Câmara Municipal, que os trabalhadores de Sergipe mantiveram a sua mobilização e a greve, e paralisaram as suas atividades em protesto à política de ataques aos direitos trabalhistas, em geral, e, especialmente, neste momento, de ataque aos direitos previdenciários duramente conquistados.

Para Iran, só a resistência do povo vai conseguir reverter a política de desmonte em andamentoPara Iran, só a resistência do povo vai conseguir reverter a política de desmonte em andamento“A resistência segue firme, com o povo protestando contra o governo do golpista Michel Temer, que trabalha em uma linha de acabar com os direitos dos trabalhadores e não podemos aceitar que direitos duramente conquistados sejam abalados por essas medidas.
A tentativa de restringir os direitos previdenciários é um ataque frontal à vida dos mais pobres e não podemos permitir que isso aconteça sem resistência, e é isso que os trabalhadores têm feito. Por isso, aqui em Sergipe, acertadamente, as centrais sindicais mantiveram, não só os protestos, mas, também e principalmente, a greve”, disse Iran, parabenizando as centrais e os sindicatos segipanos pela decisão.

“É uma demonstração de insatisfação contra as medidas tomadas pelo governo federal. E, aqui em Sergipe, contra o governo de Jackson Barreto, que tem feito investidas muito fortes contra os trabalhadores e servidores públicos, não tendo nenhum compromisso com investimentos em políticas públicas, a exemplo de educação, saúde e segurança. Portanto, aqui em Sergipe temos todos os motivos para realizar a greve”, afirmou o vereador.

No Ato do Centro

Ainda na parte da manhã, junto com diversas lideranças sindicais e com a Deputada Estadual Ana Lúcia, o Vereador Iran Barbosa também participou do ato programado pelas Centrais Sindicais, pelo Centro Comercial da Capital, para dialogar com os comerciários e com a população em geral sobre a importância da adesão de todos à luta contra os ataques aos direitos da Classe que vive do Trabalho.

No Palácio de Despachos do governo, Iran levou o seu apoio e solidariedade a luta dos professores e demais servidoresNo Palácio de Despachos do governo, Iran levou o seu apoio e solidariedade a luta dos professores e demais servidores“É justo, legítimo e necessário que os trabalhadores continuem mobilizados, na luta, resistindo para impedir que o desmonte completo dos seus direitos obtenha o sucesso esperado por esses governos que não têm nenhum compromisso com as conquistas e com os direitos dos trabalhadores brasileiros”, defendeu Iran Barbosa.

No Ato em frente ao Palácio

Na parte da tarde, o Vereador participou, também, do Ato em frente ao Palácio de Despachos. Junto aos demais trabalhadores e trabalhadoras e representaçõessindicais de diversas categorias e do Magistério de vários de Sergipe, o parlamentar municipal reforçou a luta e engrossou as fileiras dos protestos na tarde deste dia de Greve.

"Aqui, reunimo-nos para mostrar que a nossa insatisfação não se restringe aos golpes perpetrados em âmbito federal. Aqui estamos afirmando que a política implantada pelo governo de Jackson Barreto, reproduz o desmonte que estamos enfrentando nacionalmente. O sofrimento do povo, dos servidores estaduais da ativa e aposentados faz parte das razões que nos fazem parar no dia de hoje", ressaltou Iran.