Imprimir
PDF

Iran Barbosa defende candidaturas próprias para o PT de Sergipe

Escrito por George W. Silva on .

Pin It

Para Iran, o PT precisa voltar a ser protagonista e apresentar nomes para a disputa eleitoraPara Iran, o PT precisa voltar a ser protagonista e apresentar nomes para a disputa eleitoraO Vereador Iran Barbosa, do PT, participou, na noite da segunda-feira, 05, do ato público promovido pela tendência petista Articulação de Esquerda (AE) em defesa de candidatura própria do Partido dos Trabalhadores ao Governo de Sergipe.

O ato reuniu militantes e simpatizantes do PT, na sede do partido, em Aracaju, e contou com a participação de várias lideranças sindicais, de movimentos populares, de juventude e de trabalhadores, além das presenças da deputada estadual Ana Lúcia (PT), do dirigente da AE nacional, Valter Pomar, de presidentes e dirigentes municipais do PT, e do ex-Vereador Magal da Pastoral.

Em seus debates internos, a AE de Sergipe já definiu os seus pré-candidatos à disputa majoritária, apresentando ao debate partidário o nome do atual Presidente da Central Única dos Trabalhadores de Sergipe, Rubens Marques, o Professor Dudu, na disputa ao governo do Estado, e o nome de Joel Almeida, também professor e dirigente do SINTESE, ao Senado. Já na disputa a cargos proporcionais, os nomes da tendência são o da Professora Ângela Melo, dirigente da CUT nacional, como pré-candidata à deputada federal, e o Professor e Vereador Iran Barbosa, a deputado estadual.

“Em Sergipe, o PT precisa dizer que não será uma legenda secundária na disputa eleitoral deste ano. Temos que voltar a disputar forte o governo do Estado, apontando alternativas para resolver os problemas do povo sergipano. Para isso, precisamos apresentar candidaturas ligadas ao histórico que o nosso partido tem de aliança com o povo e com os trabalhadores. Nós temos, tranquilamente, como dialogar, olhando nos olhos das pessoas deste Estado, sobre tudo o que nós construímos nos nossos governos e com as nossas experiências parlamentares, seja em âmbito federal, estadual ou municipal, além do acúmulo que o nosso partido teve do período em que estivemos na presidência da República. Por isso, a nossa disputa é para fortalecer o nosso partido e as propostas que têm identidade com a luta do povo, com as camadas populares e com os trabalhadores”, destacou Iran.

Tendência petista Articulação de Esquerda apresentou nomes para a disputa majoritária e proporcionalTendência petista Articulação de Esquerda apresentou nomes para a disputa majoritária e proporcionalNão aos golpistas

O vereador e pré-candidato a deputado estadual criticou os que defendem a aliança do PT de Sergipe com aqueles que, direta ou indiretamente, apoiaram o golpe contra a presidenta Dilma ou que se aliaram aos golpistas.

“Mais que isso, não queremos aliança com aqueles que não têm compromisso com o povo de Sergipe nem com os trabalhadores. Não podemos ficar omissos diante desse cenário. É tarefa de cada um de nós lutar por um PT protagonista, que possa oferecer alternativas para enfrentar esse projeto que se instalou com o golpe e que não tem legitimidade eleitoral para estar sendo implementado. E, aqui em Sergipe, este mesmo projeto foi posto em prática pelo Governo do Estado. Não podemos pactuar ou compactuar com aqueles que estão destruindo os direitos e os sonhos do povo brasileiro”, enfatizou.

Iran defendeu, ainda, que o Partido dos Trabalhadores de Sergipe precisa afirmar, de forma contundente, que tem alternativas para disputar o Governo do Estado, o Senado, a Câmara Federal e a Assembleia Legislativa.

“A Articulação de Esquerda tem lideranças que vêm da luta popular e da luta sindical. Nós temos nomes para encabeçar essa disputa. O PT tem uma história que precisa ser respeitada e nós fomos e somos os artífices e construtores dessa história. Não podemos deixar que ela seja jogada num mar de lama como estão querendo fazer alguns. Este é um ato de resistência a tudo isso e de compromisso com a continuidade das nossas conquistas, as quais precisamos aprofundar e ampliar”, apontou Iran Barbosa.