Imprimir
PDF

Iran destaca a luta dos professores da rede municipal de Aracaju

Escrito por George W. Silva | Foto: Iracema Corso/CUT-SE on .

Pin It

Categoria paralisou as atividades e realizou ato de protestoCategoria paralisou as atividades e realizou ato de protestoO Vereador Iran Barbosa, do PT, destacou, na tribuna da Câmara Municipal, a luta dos professores da rede pública  municipal de ensino por valorização profissional e respeito aos direitos da categoria, em especial, pelo reajuste do valor do piso salarial do magistério em relação a 2017 e também deste ano.

Nesta terça-feira, 24, os professores municipais cruzaram os braços, em protesto de advertência. O Sindipema, sindicato da categoria, denuncia, ainda, a falta de diálogo do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) com os educadores.

“Os professores da rede municipal estão cobrando do prefeito o cumprimento das suas promessas em relação à educação e o cumprimento da lei do piso do magistério, que exige o reajuste anual do seu valor. Isso não foi feito no ano passado e não foi feito até agora. Estamos ultimando o mês de abril e não há sequer anúncio de negociação com a categoria. Isso é muito ruim”, criticou o parlamentar, que também é professor da rede municipal.

Iran destacou, ainda, que a categoria, através do sindicato, tem buscado dialogar com a população sobre o desrespeito às suas pautas, inclusive com o uso de outdoors espalhados pela Capital, denunciando a negativa de direitos por parte da Administração Municipal e a falta de diálogo.

“Espero que Edvaldo se convença da importância de estabelecer esse diálogo com os professores. E, repito algo que tenho dito aqui: não cabe o argumento da falta de recursos, porque está provado que se o prefeito e a Fazenda Municipal priorizassem a aplicação dos recursos da educação como manda a Constituição, daria para cumprir o que ele prometeu. No ano passado, deixou de investir dez por cento dos recursos para chegar ao mínimo de 25% exigido pela lei”, lembrou o parlamentar.

Iran lamentou o fato de que o sindicato da categoria já externou a pouca ou quase nenhuma efetividade resultante das reuniões de negociação com a secretária municipal de Educação de Aracaju, Maria Cecília Leite, por não resolver os problemas apresentados pela categoria.

“A secretária não é só uma gestora, ela também é ordenadora de despesa e, como tal, tem a incumbência de resolver os problemas pautados. Evidente que sabemos que questões salariais passam por uma decisão política do prefeito, mas vemos que essa política é, até agora, a mesmíssima implantada por Edvaldo na sua gestão anterior, e que foi também levada por seu secretário, Jeferson Passos, para o Governo do Estado. É lamentável vermos, mais uma vez, essa política sendo reproduzida”, manifestou o petista.

Iran Barbosa aproveitou para novamente lembrar que o prefeito Edvaldo Nogueira fez promessas aos educadores do município, durante a campanha eleitoral, que apontavam para um outro modelo de política na educação de Aracaju e o compromisso em respeitar os direitos da categoria.

“Isso não está acontecendo. Tenho total discordância com essa política adotada pela gestão em relação ao magistério”, lamentou Iran.

O vereador lembrou, ainda, que Edvaldo, ao lado da vice-prefeita Eliane Aquino (PT), na campanha, assinou uma carta compromisso com os educadores de Aracaju. “Temos que exigir o cumprimentos desses compromissos firmados. Parabenizo a minha categoria e o Sindipema pelas ações de luta no dia de hoje e deixo aqui a minha expectativa de que esses problemas possam ser resolvidos o quanto antes”, afirmou Iran, lembrando também da necessidade de se assegurar a revisão geral anual para todos os demais servidores públicos.