Imprimir
PDF

Vereador Iran Barbosa defende soberania para a política de produção de petróleo e derivados

Escrito por Valesca Montalvão on .

Pin It

Sobre os combustíveis, Iran afirmou que é necessário mudar a política implementada pela Petrobrás no último períodoSobre os combustíveis, Iran afirmou que é necessário mudar a política implementada pela Petrobrás no último períodoO vereador Iran Barbosa (PT) produziu, na Tribuna da Câmara, nesta terça-feira, 29, uma análise sobre o atual momento político e econômico pelo qual passa o Brasil, destacando que todos sofrem as consequências da mudança na condução da política nacional adotada desde o golpe que afastou a presidente Dilma Rousseff do governo federal.

O parlamentar, inclusive, lembrou o discurso apelativo e enganoso amplamente utilizado pelos articuladores do golpe e reproduzido pelos incautos de que era só tirar o PT do governo, destituindo do mandato a presidente eleita democraticamente, Dilma Rousseff, para resolver os problemas históricos do país.

“Parcela da população acreditou em um discurso implantado, pela elite, em conjunto com a mídia e políticos golpistas, de que era só tirar o PT do governo que todos os problemas nacionais, em dois anos, estariam resolvidos. Contudo, a história está provando que não é o que está acontecendo”, afirmou.

O vereador criticou os discursos de quem apoiou o golpe e hoje lamenta o caos instalado a partir da mudança do programa de governo pós-golpe.

“Quem concorreu para o golpe está lamuriando, mas cada um deve assumir a sua responsabilidade diante dos desdobramentos do golpe que defendeu”, reforçou Iran.

Combustíveis

Sobre as alternativas apresentadas pelo presidente ilegítimo Michel Temer para reverter a paralisação dos caminhoneiros, Iran disse que o que precisa mudar é a política implementada pela Petrobrás no último período.

Ainda, segundo o vereador, não é só o aumento no preço do diesel que deve ser combatido, mas toda a política que eleva o preço do gás de cozinha e dos combustíveis em geral.

“Anuncia-se que uma das alternativas para sair da crise é onerar os tributos federais e desonerar tributos estaduais. Não sou estudioso de economia, mas é evidente que o centro do problema não está aí e sim na política adotada, nesses últimos dois anos, pela Petrobrás, que gerou uma dependência dos preços que praticamos ao dólar e aos preços internacionais do petróleo. O que precisa ser feito é mudar essa política, pois temos condições de fazer o que vinha sendo feito antes do golpe, ou seja, aproveitar a nossa situação favorável em relação à produção de petróleo para definir a política de preços do setor, tendo em vista os interesses nacionais e não os interesses das empresas internacionais que estão lucrando fábulas com a atual política, onde se vende petróleo barato, compram-se derivados caros e sacrifica-se o povo brasileiro. Não podemos deixar a Petrobrás sob o controle de acionistas especuladores e seus comandantes externos”, defendeu Iran Barbosa.

Notícias relacionadas