Imprimir
PDF

Iran Barbosa é pré-candidato a deputado estadual

Escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa on .

Pin It

Iran já foi deputado federal, está em seu terceito mandato como vereador e, agora, disputará uma vaga na AleseIran já foi deputado federal, está em seu terceito mandato como vereador e, agora, disputará uma vaga na AleseNa tarde da segunda-feira (23), o vereador Iran Barbosa formalizou, junto ao Partido dos Trabalhadores, a sua inscrição para as deliberações internas quanto à sua pré-candidatura a deputado estadual.

"É mais um passo que damos na formalização da minha pré-candidatura, que já havia sido definida pela nossa corrente, a Articulação de Esquerda-PT. Nossa expectativa é que, através das instâncias deliberativas do PT, possamos aaprofundar a análise da desafiadora conjuntura que estamos vivendo, aprofundar a discussão em torno dos desafios eleitorais que temos pela frente e deliberar sobre as candidaturas que defenderemos para o próximo pleito de 07 de outubro. Nós da Articulação de Esquerda defendemos que o PT tenha candidaturas próprias para o governo, para o senado e para fazermos uma combativa bancada de deputados federais e estaduais", disse.

Iran está em seu terceiro mandato como parlamentar da Capital – por duas vezes o mais votado. O vereador foi, também, deputado federal, entre 2007 e 2011. Além disso, Iran Barbosa é oriundo das lutas sindicais, tendo sido dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Ensino de Sergipe (Sintese), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), e da Central Única dos Trabalhadores (CUT-SE). O petista foi, por um curto período de tempo, Secretário de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania, durante o governo do também petista Marcelo Déda.

Segundo o pré-candidato, diante do atual cenário de desmonte do Estado, de ataques aos direitos históricos dos trabalhadores e do povo brasileiro, o Partido dos Trabalhadores precisa oferecer ao povo sergipano, para a disputa eleitoral, nomes comprometidos com as causas populares e com a classe trabalhadora.

“A nossa disputa é para fortalecer os direitos do povo, a soberania nacional, a autonomia federativa e fortalecer, também, o nosso partido, por tudo o que ele produziu de positivo em âmbito nacional, estadual e na Capital, e as propostas que temos para apresentar à população têm identidade com a luta do povo, com as camadas populares e com os trabalhadores”, destacou Iran.

Resolução congressual

O professor e vereador explicou, ainda, que a escolha do seu nome nasceu do entendimento coletivo do seu agrupamento político, a Articulação de Esquerda do PT (AE/PT), que, no final de outubro do ano passado, aprovou resolução congressual com os nomes que deverão disputar as prévias do partido para as Eleições de 2018. Além de Iran Barbosa para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a AE também aprovou o nome da professora e ex-presidente do SINTESE, Ângela Melo, como candidata à Câmara Federal, assim como também os nomes dos professores e dirigentes sindicais Joel Almeida, como pré-candidato ao Senado Federal, e Rubens Marques, o Professor Dudu, como pré-candidato a governador.

“Importante lembrar também que, por decisão pessoal, a companheira e deputada estadual Ana Lúcia, um dos grandes quadros do nosso partido e da nossa tendência, optou por não disputar a reeleição para um quinto mandato. Isso, sem dúvida, traz um peso ainda maior, para mim e para todo o nosso coletivo", ressaltou.

"Ana Lúcia construiu, ao longo desses anos, um dos mandatos mais atuantes e comprometidos com as causas populares, com o fortalecimento dos os direitos humanos e com os trabalhadores que se tem conhecimento. É um espaço que o nosso campo político precisa manter na Assembleia Legislativa e, neste sentido, sinto-me extremamente honrado em ser o nome que buscará dar continuidade a esse legado de luta e de política feita com ética, muita capacidade intelectual e compromisso com o povo de Sergipe que Ana Lúcia construiu. É um estímulo a mais para as lutas que virão até o dia 7 de outubro”, afirmou Iran Barbosa.

O vereador destacou, também, que a sua corrente política deliberou, por unanimidade, que não votará favorável a qualquer tipo de aliança eleitoral com partidos e com políticos identificados com o golpe que tirou a presidenta Dilma do governo federal, bem como com partidos e com políticos que apoiam o governo golpista de Temer e que atuam no desmonte do Estado Nacional e dos direitos dos trabalhadores e do povo.