Imprimir
PDF

Iran Barbosa participa da marcha dos trabalhadores rurais sem-terra

Escrito por George W. Silva on .

Pin It

Marcha dos trabalhadores rurais seguiu em direção ao IncraMarcha dos trabalhadores rurais seguiu em direção ao IncraNa manhã desta quarta-feira, 25, o vereador Iran Barbosa (PT) participou da 16ª Marcha dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra, em comemoração ao Dia do Trabalhador Rural. A marcha contou com a presença de João Pedro Stédile, da coordenação nacional do MST, e também com a presença da deputada estadual Ana Lúcia, do PT, que todos os anos participa dessa atividade, além da dirigente licenciada da CUT nacional, professora Ângela Melo.

Milhares de trabalhadores rurais sem-terra saíram do Conjunto Tiradentes em direção à sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), onde ocuparam o órgão para reivindicar, entre outras pautas, celeridade na Reforma Agrária – já que o atual governo golpista de Michel Temer (MDB) não assentou um único colono até agora – e por mais apoio aos assentados e à agricultura familiar. Durante a marcha, também foi uníssono o coro em favor da libertação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, condenado sem provas e mantido preso em Curitiba para que não possa concorrer nas eleições deste ano.

Para Iran Barbosa, as pautas dos trabalhadores rurais e a luta por reforma agrária são legítimas e importantes para o desenvolvimento de um país com as dimensões continentais como o Brasil, onde cada vez mais os pequenos agricultores sofrem com a falta de políticas agrárias em detrimento do enriquecimento do agronegócio para a exportação de commodities, assim como é importante a política de distribuição de terras, que ainda mantém a lógica de beneficiar apenas os grandes latifundiários.

Iran acompanhou a marcha ao lado da deputada Ana Lúcia e da professora Ângela MeloIran acompanhou a marcha ao lado da deputada Ana Lúcia e da professora Ângela Melo“A luta aqui é por políticas avançadas e comprometidas com as conquistas que os camponeses precisam para garantir uma melhora na nossa economia e o aumento da oferta de alimentos, além da luta por terra para quem realmente precisa, com reforma agrária justa e acelerada. Aqui também está sendo dado um recado: que o povo trabalhador, da cidade e do campo, entende muito bem que estamos vivendo tempos de golpe, e para enfrentar esse golpe e reverter as políticas duras e nefastas que estão  sendo aplicadas ao povo brasileiro é preciso garantir Lula livre e candidato a presidente”, destacou o parlamentar.

Ainda de acordo com Iran, a marcha é um momento importante para que as pautas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais sejam colocadas como prioridades, como também é fundamental para estabelecer o diálogo daqueles que estão no campo com os que vivem na cidade.

“Esse diálogo é fundamental para que a população urbana compreenda que muito do que ela consome de produtos agrícolas, garantindo a sua sobrevivência, vem exatamente da produção dos pequenos produtores rurais e dos trabalhadores do campo. Como costumam falar os companheiros do MST, se o campo não planta, a cidade não janta”, exaltou Iran.

Para o parlamentar, é preciso reforçar a luta dos trabalhadores sem-terra por reforma agrária, por assistência técnica adequada nos assentamentos e pela garantia e o respeito à organização do MST.

“Sem dúvida, é mais um dia de luta dentro do calendário das nossas lutas permanentes, e estamos aqui para prestar solidariedade e, mais que isso, reafirmar o nosso compromisso com todas essas pautas”, enfatizou Iran Barbosa.