Imprimir
PDF

Iran Barbosa presta solidariedade aos servidores municipais e aos militantes em greve de fome no STF

Escrito por Valesca Montalvão | Foto: Gilton Rosas on .

Pin It

Iran prestou solidariedade ao discursar na tribuna da Casa ParlamentarIran prestou solidariedade ao discursar na tribuna da Casa ParlamentarOs dias 30 e 31 de julho foram marcados por uma greve unificada dos servidores públicos de Aracaju, que paralisaram as suas atividades para protestar, entre outros pontos, contra a falta de reajuste salarial.

A paralisação e a greve de fome tiveram a solidariedade do vereador Iran Barbosa (PT), na tribuna da Casa Parlamentar, na manhã desta quarta-feira, 1º de agosto, data em que se iniciaram os trabalhos no Plenário da Câmara Municipal de Aracaju.

“Presto solidariedade aos servidores públicos municipais que estão em um processo de luta e defesa de seus direitos. Defendo as análises que os servidores estão fazendo sobre a possibilidade de negociação do reajuste salarial”, afirmou.

O vereador voltou a refutar os argumentos utilizados pela Administração Municipal para negar o reajuste aos servidores.

“Inicialmente, o argumento para não conceder o reajuste girava em torno do caos administrativo herdado do governo anterior. Depois, utilizou-se a pontualidade do pagamento como justificativa em substituição ao reajuste salarial, quando todos sabemos que o pagamento em dia da folha salarial é um direito assegurado ao trabalhador. Agora, o argumento funda-se no pagamento de direitos que estavam retidos pela gestão anterior. Nada disso deve servir de impedimento ao cumprimento das promessas do prefeito e à garantia do direito ao reajuste salarial”, detalhou.

“Essas questões não são justificativas para não se promover a revisão salarial anual dos servidores e o reajuste do valor do piso salarial do magistério, ainda mais quando os dados financeiros são favoráveis”, defendeu Iran Barbosa.

Solidariedade aos servidores do Legislativo

Ainda durante o discurso, Iran cobrou do presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Josenito Vitale, um posicionamento sobre a organização da carreira dos servidores da Casa.

“Os servidores desta Casa estão vivendo uma situação de insegurança pela falta de conhecimento da organização da sua carreira para fins de realização do concurso público, que é uma necessidade urgente e que não pode ser organizado sem diálogo com os Servidores que já prestam serviços a este Poder. Espero que o debate inclua todos os interessados, servidores ativos e aposentados, sem prejudicar ninguém”, disse Iran, citando o comunicado elaborado pela Associação dos Servidores de Câmaras Municipais do Estado de Sergipe.

Greve de Fome por Justiça no STF

Na oportunidade, Iran Barbosa aproveitou para prestar solidariedade, também, aos seis integrantes de movimentos populares que deflagraram greve de fome, na terça-feira, 31, denominada de “Greve de Fome por Justiça no STF”.

O parlamentar, além de ler o manifesto da greve de fome, fez menção à militante sergipana Rafaela Alves e ao Frei Sérgio.

“Rafaela, Frei Sérgio e os demais estão lutando por justiça, denunciando a falta de respeito com o povo brasileiro. A greve de fome por tempo indeterminado é, também, um ato extremo em favor da liberdade de Lula. Presto toda a minha solidariedade a esses lutadores do povo”, frisou.

Notícias relacionadas