Imprimir
PDF

História do movimento LGBT de Sergipe é tema de Sessão Especial

Escrito por Valesca Montalvão | Foto: Gilton Rosas on .

Pin It

Sessão Especial contou com participação de movimentos LGBTSessão Especial contou com participação de movimentos LGBTNesta sexta-feira, 17, a Câmara Municipal de Aracaju, por Requerimento do Vereador Iran Barbosa (PT), discutiu, em Sessão Especial, a trajetória do Movimento LGBT de Sergipe.

De acordo com o autor do Requerimento, a Solenidade integra o calendário de atividades do Circuito do Orgulho LGBT 2018, que tem como tema “Intolerância Gera Violência: Pela Diversidade Contra o Conservadorismo”.

Participaram da Sessão Especial, que foi presidida pelo Vereador Iran Barbosa, os vereadores Américo de Deus (Rede) e Kitty Lima (Rede); a Deputada Estadual Ana Lúcia Vieira (PT); a dirigente licenciada da CUT nacional, professora Ângela Melo; a presidente da Rede Nacional de Pessoas Trans, Tathiane Aquino de Araújo; integrantes do Levante Popular da Juventude; além de outras autoridades, sindicalistas, militantes e representantes do movimento LGBT e a população em geral.

“O Parlamento Municipal deve estar aberto para que o Movimento LGBT possa expor as suas pautas com os vereadores e com a sociedade. Esta Sessão Especial é resultado de um diálogo constante com o Movimento”, afirmou Iran.

O palestrante da Sessão foi o membro da Associação de Defesa Homossexual de Sergipe (Adhones), Marcelo Lima de Menezes, que ressaltou a importância do debate para o fortalecimento do movimento.

“Gostaríamos de agradecer ao vereador Iran Barbosa, que tem realizado um trabalho muito importante na linha de defender as pautas da comunidade LGBT. A Sessão Especial faz parte do Circuito do Orgulho LGBT 2018 e aproveito para convidar toda a sociedade em geral para participar das demais atividades”, disse.

A presidente da Rede Nacional de Pessoas Trans, Tathiane Aquino de Araújo, pontuou que a Sessão Especial é símbolo de resistência e de luta para aqueles que militam em defesa da comunidade LGBT.

A Deputada Estadual, Ana Lúcia Vieira, que foi escolhida como madrinha da Parada LGBT 2018, registrou o agradecimento por esta homenagem e defendeu ser necessário que a sociedade continue unida para combater questões fundamentais para as parcelas da população que são tratadas como invisíveis pelas instituições e pelos poderes.

Por fim, Iran Barbosa, que é autor de diversas iniciativas na Câmara Municipal em defesa da Cidadania LGBT, agradeceu aos presentes.

“Agradeço a presença de todos, reafirmando a luta em favor da construção de políticas em defesa dos direitos humanos e da garantia da cidadania às minorias sociais”, finalizou Iran Barbosa.

Notícias relacionadas