Imprimir
PDF

Iran participa de audiência sobre o papel da juventude na construção da escola democrática

Escrito por George W. Silva on .

Pin It

Iran destacou o protagonismo da juventude na jornada de ocupações de escolasIran destacou o protagonismo da juventude na jornada de ocupações de escolasNa tarde da quinta-feira (10), véspera do Dia dos Estudantes, a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Assembleia Legislativa de Sergipe realizou Audiência Pública para debater “O papel da juventude e suas organizações na construção da escola democrática”.

O vereador Iran Barbosa, do PT, participou da audiência, que foi aberta com a fala de Ítalo, criança que estuda na rede pública de Sergipe e que descreveu com brilhantismo a escola que tem em contraponto à escola que deseja ter, e teve as palestras da jovem paranaense Ana Júlia, estudante que se tornou símbolo das ocupações nas escolas das redes públicas pelo Brasil, na jornada de lutas por educação de qualidade social, e da professora Ana Lídia, da rede pública de ensino paulista, que acompanhou as ocupações em São Paulo. A coordenação foi da deputada estadual Ana Lúcia (PT).

Na luta contra o golpe

Diante das galarias e do plenário da Alese tomados por estudantes e professores de várias escolas públicas da Capital e do Interior, as duas palestrantes deram seus depoimentos acerca do ascenso do movimento estudantil, no ano passado, traduzido pelas ocupações de escolas em várias partes do país, em defesa da educação pública, democrática e de qualidade e em oposição direta aos violentos ataques desferidos pelo governo golpista de Michel Temer (PMDB) contra os direitos sociais e da juventude brasileira.

As duas ressaltaram a força e a importância do protagonismo juvenil na luta por educação pública de qualidade e por justiça social, construindo novos caminhos para o Brasil, que vive um momento de desmonte do Estado de Direito e avanço da política neoliberal, do Estado mínimo, de massacre aos trabalhadores e às minorias e de favorecimento ao mercado financeiro, a correntistas e às elites econômicas agrárias e urbanas, em detrimento do restante da população.

“Foi um debate de muita qualidade e que proporcionou ouvir várias vozes, de diferentes gerações, que se levantam para lutar e cobrar dos governos uma escola pública que é o sonho de todos nós que temos compromisso com uma sociedade de iguais; mas que ainda não vimos este sonho concretizado, o que exige de nós, portanto, que continuemos resistindo e lutando pela escola pública de qualidade social que queremos ver efetivada e servindo às crianças, jovens e demais cidadãos do nosso país. Essa é nossa tarefa permanente!”, disse Iran.

Ocupações em Sergipe

Audiência atriu muitos estudantes das redes pública de ensinoAudiência atriu muitos estudantes das redes pública de ensinoO parlamentar aproveitou para deixar o seu relato sobre o que acompanhou da jornada de ocupações das escolas públicas sergipanas no ano passado, aqui em Sergipe. Iran criticou os que se levantaram para atacar a juventude estudantil que ocupou as suas escolas na luta por direitos e por mais qualidade na educação.

“Acompanhei algumas das escolas que foram ocupadas pelos estudantes, em Sergipe. Em algumas, eu fui apenas para prestar solidariedade; em outras, eu fui, a convite, para debater a realidade conjuntural do país. E o que eu pude presenciar foi algo muito bonito, com práticas de autogestão pelos estudantes, que se organizavam, distribuíam tarefas e recebiam as pessoas que iam apoiar sua luta, num exercício de protagonismo elogiável. A escola tornou-se um espaço de efervescência de vida e de cidadania. Quem acha que essas ocupações foram deseducativas e atrapalharam a formação, não entende a lógica do que está sendo construído por esta juventude; juventude que, historicamente, em nosso país, foi sempre rebelde, anunciadora de coisas novas e lutadora. Que continuem assim, porque é de mais lutadores sociais que estamos precisando”, colocou Iran Barbosa.