1º de maio: Iran presente na marcha dos trabalhadores contra a Reforma da Previdência

0
216
Ainda na Praça da Juventude, Iran falou para os trabalhadores e parabenizou a unidade e organização das centrais

O 1º de maio, Dia do Trabalhador, em todo o Brasil, foi dia de luta contra a famigerada proposta de Reforma da Previdência (PEC 06/2019), que tramita no Congresso Nacional e, se aprovada, vai acabar com a Previdência pública brasileira e destruir o sonho dos trabalhadores do país de chegar a se aposentar com dignidade. Exigindo o mínimo de 40 anos de contribuição e 65 anos de idade para ter direito a integralidade da aposentadoria, a proposta do governo federal vai praticamente exigir que os brasileiros trabalhem até morrer.

O deputado estadual Iran Barbosa está, permanentemente, nas trincheiras de luta contra a Reforma da Previdência. No dia 1º, somou-se aos mais de mil trabalhadores, desempregados, jovens, aposentados e militantes sindicais e sociais na grande marcha da classe trabalhadora sergipana, que saiu da Praça da Juventude, no conjunto Augusto Franco, e cortou todo o bairro Farolândia em direção à Orla de Atalaia, onde houve o encerramento da marcha com uma grande faixa “Lula Livre” estendida próxima aos arcos.

Além dos temas da Reforma da Previdência, do desmonte do Estado e das políticas públicas, dos ataques do governo Bolsonaro aos direitos dos trabalhadores, política que também vem se replicando em âmbito estadual, um grito recorrente na marcha foi o “Lula Livre”, em defesa da soltura do ex-presidente Lula, preso há mais e um ano, sem provas, numa orquestração da direita, da grande mídia e do Poder Judiciário para tirá-lo da vida pública e da corrida presidencial.

“Foi uma belíssima marcha, dando uma prova inequívoca de que os trabalhadores sergipanos, como em todo o Brasil, vão enfrentar a política de desmonte do Estado e dos direitos trabalhistas e sociais implementada pelo governo federal, que ataca direitos históricos da classe trabalhadora brasileira, como o direito de se aposentar com dignidade. Também no ato ficou claro que nós vamos enfrentar a política de arrocho e de desrespeito aos servidores públicos e ao magistério sergipano implementada pelo governo do Estado, que vem copiando o receituário federal. Não vamos dar trégua”, enfatizou Iran Barbosa.

Parlamentar esteve ao lado de várias lideranças, entre as quais a vice-governadora Eliane Aquino e a ex-deputada estadual Ana Lúcia

Greve Geral

O parlamentar parabenizou a unidade e a força das centrais sindicais de Sergipe pelo poder de organização dos trabalhadores, e já dando uma prova de como será a Greve Geral nacional, prometida para 14 de junho.

“A classe trabalhadora deste país tem que o tempo todo estar enfrentando aqueles que querem destruir os seus direitos e as suas conquistas. Não será diferente agora. Nós sabemos quem estamos enfrentando e não vamos nos intimidar ante qualquer ameaça, venha de quem vier”, disse.

“Essa proposta de Reforma não acaba só com a Previdência pública, ela acaba também com a Assistência Social, atingindo a população mais pobre. O povo está começando a entender o que é essa Reforma e a quem ela realmente interessa: aos grandes banqueiros deste país, que já lucram absurdamente e vão ganhar ainda mais com o regime de capitalização; por isso são os que mais batem palmas para essa Reforma. Os trabalhadores, principalmente as mulheres, as camponesas e as professoras, que são as principais vítimas dessa proposta nefasta, estão entendendo o que está em jogo e vão para a luta. Portanto, viva a classe trabalhadora deste país e viva à luta dos trabalhadores. E Lula livre!”, encerrou Iran Barbosa.