Iran Barbosa discute problemas dos rizicultores do Baixo São Francisco com a Codevasf

0
58

O deputado estadual Iran Barbosa participou de uma reunião remota (pela internet), na quinta-feira, 10, com o superintendente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – Codevasf – em Sergipe, César Mandarino, para discutir a solução dos problemas que atingem os perímetros irrigados da região do Baixo São Francisco, especialmente nos municípios de Telha, Propriá e Ilha das Flores. A reunião contou com as presenças, também, de representantes de comunidades da região e de técnicos da Companhia.

O petista pontuou que as famílias de pequenos rizicultores estão enfrentando dificuldades decorrentes dessas adversidades. Ele fez uma breve explanação sobre as dificuldades enfrentadas pelos rizicultores.

“Pelas informações que me foram passadas, sobre demandas das comunidades dos perímetros irrigados do Baixo São Francisco, que são gerenciados pela Codevasf, os produtores estão sofrendo com o sucateamento dos maquinários utilizados pelas famílias de rizicultores, especialmente do município de Ilha das Flores; as estradas do Projeto Betume, que são de responsabilidade da Codesvaf, estão intransitáveis, impossibilitando o deslocamento de veículos para retirada do arroz; as famílias estão desassistidas em relação à assistência técnica, que não chega por falta de combustível nos carros que circulam com as equipes; e as máquinas utilizadas para a limpeza dos canais precisam de manutenção ou substituição porque estão com o funcionamento comprometido”, expôs o parlamentar.

O superintendente fez um breve histórico das ações da Companhia em Sergipe e das dificuldades que vem enfrentando devido a demanda, que tem aumentado nos últimos anos, com falta de pessoal e de estrutura que necessitam de dotação orçamentária, o que depende do governo federal. César Mandarino disse, ainda, que o problema com combustível no projeto Betume não existe e que a dificuldade de deslocamento de maquinários e veículos da frota se dá por mudança na gerência do distrito. Ao final da fala, enfatizou que a Codevasf está aberta a discutir com a comunidade a resolução das demandas.

Iran Barbosa destacou a importância da Codevasf e colocou o seu mandato à disposição da Companhia. O parlamentar ainda falou da relevância da participação dos representantes das comunidades do Baixo São Francisco que é quem convive realmente com os problemas da região.

“Vejo a Codevasf como uma empresa estratégica e importante para o desenvolvimento das comunidades ribeirinhas e para pequena agricultura, ao dar suporte técnico e levar investimentos para essas comunidades. Podemos até pensar em emendas ao orçamento do Estado voltadas para projetos gerenciados pela Companhia. ”, pontuou.

Iran também falou sobre o impasse que está impedindo a produção neste momento, onde os pequenos rizicultores estão pedindo um entendimento entre a Energisa e a Codevasf quanto ao sistema elétrico utilizado pelas famílias para irrigar e drenar a área e que foi condenado pela empresa de energia. Os produtores informam que a Energisa está exigindo a construção de uma casa elétrica como condição para reativar a energia local e possibilitar o funcionamento da bomba

Os técnicos da companhia fizeram uma explanação de como estão sendo os encaminhamentos das demandas levantadas e como a Companhia está tentando atuar para superar os problemas existentes.

Para o representante do Movimento dos Pequenos Agricultores, Mauro Cibulski, é preciso dar uma olhada para o distrito e olhar com atenção para as questões das estradas porque o perímetro é grande e, se não houver uma força tarefa, não será possível dar conta da demanda.

Ao final, o deputado Iran Barbosa agradeceu ao superintendente e aos técnicos da Codevasf pela atenção dada às demandas levantadas, ao mesmo tempo em que demonstrou e preocupação com a falta da distribuição de sementes, este ano, por parte do governo de Sergipe.

“Seguiremos acompanhando, ao lado dos pequenos rizicultores, a resolução desses problemas. Aproveito para solicitar informações acerca da distribuição de sementes na região, o que, sem sombra de dúvidas, terá um impacto na produção de arroz esse ano, que já vem sofrendo por conta dessa pandemia”, expressou o petista.