Alese aprova Projeto que valoriza e estimula a Literatura de Cordel

0
227
Foto: Valesca Montalvão

Sergipe terá lei que cria o Dia Estadual dedicado à Literatura de Cordel e institui mecanismos de valorização e estímulo a essa forma tradicional de escrever poesia. O projeto de Lei foi uma iniciativa do deputado estadual Iran Barbosa, do PT; foi construído em diálogo com cordelistas de Sergipe; e foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), na sessão desta quarta-feira, 30.

O Projeto de Lei Nº 104/2019, aprovado por unanimidade, institui, no âmbito do Estado de Sergipe, o 19 de julho como Dia Estadual da Literatura de Cordel, além de determinar outras providências que buscam reconhecer, valorizar e estimular a Literatura de Cordel.

A data é uma homenagem a um dos grandes ícones do Cordel em Sergipe e no Brasil, João Firmino Cabral. Foi nesse dia em que o sergipano, patrono da primeira Cordelteca do país, que funciona na Biblioteca Pública Clodomir Silva, tomou posse na Academia Brasileira de Literatura de Cordel. A propositura aguarda sanção do governador do Estado.

Segundo Iran, o projeto tem como objetivo preservar e manter viva a Literatura de Cordel, tendo sido fruto de uma construção coletiva.

“O projeto nasceu do diálogo e da fundamentação construída pelos próprios cordelistas e eu fui apenas o porta-voz deles, inicialmente na Câmara Municipal de Aracaju, quando instituímos o Dia Municipal da Literatura de Cordel, e, agora, na Assembleia Legislativa. Portanto, o seu conteúdo reflete o desejo e as necessidades desses poetas e artistas populares. Fico muito feliz de que o projeto tenha sido aprovado com o reconhecimento unânime dos colegas parlamentares, reforçando a importância da matéria para a Cultura do nosso estado e para o fortalecimento do Cordel, que é uma marca da nossa gente”, comemorou Iran Barbosa.

Sobre a aprovação do Projeto de Lei, a cordelista Izabel Nascimento comentou que “uma lei que fortalece o Cordel em Sergipe é muito importante, principalmente num momento em que a cultura se faz ainda mais necessária nas sociedades. O deputado Iran Barbosa sempre atento aos caminhos do Cordel em nosso Estado, é também grande defensor desta nossa tradição poética”.

Sobre o projeto

Além de instituir o Dia Estadual da Literatura de Cordel, o Projeto aprovado prevê a realização de atividades destinadas a refletir sobre a importância histórica da Literatura de Cordel para as cidades, para o estado, para o Nordeste, para o Brasil e para o mundo; prevê, também, a promoção de atividades referentes à contribuição dos cordelistas à cultura nacional, regional e local, em especial, a contribuição de João Firmino Cabral, grande nome da cultura popular sergipana, reconhecido nacionalmente.

A propositura promove a Literatura de Cordel como patrimônio do povo brasileiro e sergipano; incentiva o ensino e o aprendizado da Literatura de Cordel; e estimula o debate sobre a importância da Literatura de Cordel na formação social, cultural e política do povo brasileiro, especialmente, do povo nordestino e sergipano.

O Projeto aprovado prevê também o incentivo à divulgação da Literatura de Cordel nas escolas públicas e nas atividades de educação, cultura e turismo do estado, como legítima e necessária manifestação da cultura popular; o estabelecimento de parcerias com órgãos e instituições públicas e privadas, organizações sociais, sindicatos, associações e entidades da sociedade civil com vistas a promover a Literatura de Cordel e as manifestações culturais ligadas a ela; e incentiva as publicações de cordelistas através de iniciativa dos Poderes Públicos Estaduais.