Imprimir
PDF

Iran apoia abaixo-assinado em defesa do Sergipeprevidência

Escrito por George W. Silva | Arquivo/Sintese on .

Pin It

Abaixo-assinado busca apoio popular para que Governo busque alternartivas para capitalizar fundoAbaixo-assinado busca apoio popular para que Governo busque alternartivas para capitalizar fundoO Vereador Iran Barbosa, do PT, apoia a campanha lançada pelo Sintese em defesa da capitalização do fundo previdenciário dos servidores públicos do Estado, o Sergipeprevidência. Durante o ato da “Prova Final da Educação Pública”, realizado na quinta-feira (28), o sindicato, que agrega os trabalhadores em educação básica da rede oficial de ensino do Estado, dialogou com a população sobre a importância de capitalizar o fundo e realizou coleta de assinaturas em abaixo-assinado de apoio à campanha.

Iran, que é professor da rede estadual de ensino e, portanto, contribuinte do Sergipeprevidência, assinou o documento e defendeu a campanha. Para ele, a mobilização do sindicato cumpre a tarefa de chamar a atenção da sociedade sobre as razões que levaram o Fundo Previdenciário dos Servidores do Estado a enfrentar os problemas de descapitalização.

“Isso levanta uma discussão que precisa ser feita com os Servidores e com a população: por que o Sergipeprevidência chegou a essa crise? Não basta diagnosticar que ela existe, mas identificar quais foram as razões que levaram aos problemas de descapitalização e quem foram os responsáveis. É preciso responder por que, mesmo com a contribuição contínua dos servidores e do aporte que o próprio Estado tinha que ter feito, ainda assim, o fundo está em crise”, indagou o parlamentar.

De acordo com ele, fazendo esses questionamentos, pode-se historiar os movimentos que foram feitos, nos sucessivos governos do Estado de Sergipe, quanto à capitalização do fundo previdenciário dos servidores.

Várias pessoas tem se sensibilizado para o problema do Sergipeprevidência e apoiado o abaixo-assinadoVárias pessoas tem se sensibilizado para o problema do Sergipeprevidência e apoiado o abaixo-assinado“Muitos desses movimentos, é preciso dizer, foram irresponsáveis. Não podemos, enquanto trabalhadores, que contribuímos com a nossa parte, assumir sozinhos a responsabilidade sobre o funcionamento saudável de um fundo previdenciário, quando, do outro lado, há gestores que, muitas vezes, usam os recursos de forma indevida e que levaram a essa crise, que todo mundo fala, mas ninguém quer colocar o dedo na ferida para identificar quais foram os verdadeiros responsáveis e os motivos que levaram a essa tragédia em que vivemos hoje”, refletiu Iran.

Para Iran Barbosa, há um outro grave problema que se soma ao fato de ter havido má gestão do fundo. Ele lembrou que, em dados momentos da história recente do país, os governos adotaram a política do “Estado mínimo”, em especial, na década de 90, onde houve sucateamento dos serviços públicos e o arrocho salarial severo sobre os servidores. “Isto, evidentemente, também teve impacto profundo sobre o nosso fundo previdenciário”, disse.

Alternativas para a crise

Ainda de acordo com Iran, é preciso que o Governo do Estado adote medidas urgentes que visem capitalizar o atual Sergipeprevidência, e o sindicato, através de estudos, já apontou caminhos para isso.

“As iniciativas do Sintese, de fazer os estudos e também este abaixo-assinado, coletando apoios na sociedade a essas medidas necessárias, são importantes e louváveis, porque o Governo do Estado vive dizendo que o fundo é deficitário e que há essa crise, mas precisa dar um salto para além disso. Governos não são eleitos para apenas detectar crises, muitas delas criadas pelo próprio Estado, mas para buscar alternativas de enfrentamentos a elas. E o Sintese tem feito a sua parte, mostrando que há sim formas razoáveis e legais para se capitalizar o Sergipeprevidência, a fim de que os aposentados, de hoje e de amanhã, não sejam massacrados como estão sendo”, avaliou Iran Barbosa.