Imprimir
PDF

Iran Barbosa participa de ato em defesa do Nestor Piva

Escrito por Valesca on .

Pin It

Iran cobrou que Edvaldo Nogueira dialogue com as lideranças sindicais e com os servidores municipaisIran cobrou que Edvaldo Nogueira dialogue com as lideranças sindicais e com os servidores municipaisAo lado de servidores públicos e da população em geral, o vereador Iran Barbosa (PT) participou, na manhã desta quinta-feira, 10, de Ato Público contra a terceirização do “Hospital Dr. Nestor Piva”, promovido por diversos sindicatos que atuam na área da saúde municipal com apoio das centrais sindicais.

Os servidores repudiaram a decisão da Administração Municipal em transferir para uma empresa terceirizada a realização dos serviços de escala médica, administração e gerência do Hospital e contaram com o apoio do vereador Iran.

“Serviço público de saúde não pode ser mercadoria e não pode ser confundido com um mero negócio. A saúde é um serviço público essencial à população e precisa ter profissionais estimulados e valorizados, no seu salário e na sua carreira. Sabemos que os graves problemas da saúde municipal não são recentes, mas o prefeito Edvaldo Nogueira, em lugar de procurar solucionar o problema, tem trilhado caminhos que só agravam a situação”, afirmou o parlamentar.

“Presto a minha solidariedade aos servidores municipais da saúde, protestando contra essa medida, e afirmo que há alternativas que não passam pela terceirização, desde que haja vontade política para buscá-las”, disse Iran.

Durante o Ato, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (SEESE), Shirley Morales, denunciou os prejuízos da terceirização para a oferta do serviço público.

“Estão entregando para a iniciativa privada o que tanto defendemos, que é o serviço público de qualidade. Merecemos respeito”, defendeu Shirley Morales.

O vereador Iran cobrou do prefeito uma postura de diálogo com as lideranças sindicais e com os servidores municipais.

"Durante a campanha eleitoral, o candidato Edvaldo Nogueira buscou as entidades de classe, as lideranças do movimento sindical e assumiu compromissos sobre os quais não quer tratar depois de eleito. O diálogo é o melhor caminho para solucionar os problemas", advertiu o parlamentar.

Notícias relacionadas