Imprimir
PDF

Iran participa de atividades comemorativas aos 100 anos da Revolução Russa

Escrito por George W. Silva on .

Pin It

Auditório do Centro Cultural de Aracaju recebeu um bom público; Iran se fez presenteAuditório do Centro Cultural de Aracaju recebeu um bom público; Iran se fez presenteOs 100 Anos da Revolução Russa não passaram em branco na capital sergipana. O mandato da Deputada Estadual Ana Lúcia (PT) realizou, ontem (07), seminário sobre o tema e lançou a mostra "1917: Imagens e Cartazes da Revolução que Desafiou o Impossível", em evento realizado no Centro Cultural de Aracaju. O Vereador e Professor Iran Barbosa (PT) esteve presente no Centro Cultural.

Debateram o tema, como palestrantes, o advogado e ex-membro do Partido Comunista Brasileiro (PCB), que viveu na União Soviética, Wellington Mangueira; a doutoranda em História Contemporânea pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e que participa do Projeto de Tradução de Materiais em Língua Russa, pelo Laboratório de Tradução da UFF (Labestrad), Thaiz Carvalho Senna; além do Professor Doutor em História Antônio Fernando de Araújo Sá, da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Para o Vereador Iran Barbosa, que é professor de História, diante da atual crise do sistema capitalista, iniciada em 2008 e ainda em andamento, e que vem assolando vários países, inclusive o Brasil, é de grande importância fazer um resgate sobre a Revolução Russa e marcar os 100 anos deste acontecimento, que mudou a história contemporânea, abrindo uma nova possibilidade de organização da sociedade pela via do socialismo em direção a uma sociedade sem explorados e sem exploradores, o comunismo.

“O modelo Capitalista, que é excludente, desigual, predatório e de exploração do homem pelo homem, já mostrou que não dá conta de resolver os graves problemas da humanidade, inclusive tendo levado o mundo a duas grandes guerras e a outras tantas, que ainda hoje se sucedem. A experiência do povo Russo, com a Revolução Bolchevique, mostrou ao mundo que os trabalhadores, da cidade e do campo, que são os verdadeiros produtores das riquezas, organizados e conscientes, podem sim construir uma alternativa ao Capitalismo, com um modelo de sociedade onde os bens e produtos são distribuídos de forma mais equitativa, através de uma economia planificada e voltada para o coletivo”, apontou Iran.

Petista também esteve presente na Audiên cia Pública realizada na Câmara de AracajuPetista também esteve presente na Audiên cia Pública realizada na Câmara de Aracaju“Está de parabéns a companheira deputada Ana Lúcia pelo evento e por fazer este resgate histórico, marcando uma data importantíssima para a classe trabalhadora de todo o mundo e um marco para aqueles que sonham e lutam por um outro modelo de sociedade”, completou o parlamentar.

Iran também participou, na tarde do mesmo dia, da Audiência Pública, realizada na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), sobre os 100 anos da Revolução Russa, promovida pelo Vereador Professor Bittencourt (PCdoB).

Marco no Século XX

A deputada Ana Lúcia destacou que o seminário e a mostra se configuraram como um importante momento para se conhecer melhor um acontecimento histórico que transformou o mundo no Século XX. Ana lembrou que a Revolução Russa inspirou gerações e gerações de pessoas que sonham com um mundo mais justo e menos desigual.

“É importante reafirmarmos que a Revolução Russa mudou a realidade de miséria e analfabetismo de operários e camponeses no seu país. No contexto atual do nosso país, também encaramos o desafio de enfrentar um governo antipopular que, da mesma forma, mantém uma situação de extrema desigualdade social”, explicou.