Iran Barbosa destaca Grito dos Excluídos e repudia ataques à Democracia

0
179
27ª edição do Grito dos Excluídos | Foto: Divulgação CUT/SE

Na manhã desta quarta-feira, 8, um dia após o povo brasileiro voltar às ruas para protestar contra o desemprego, a fome, o governo Bolsonaro, e em defesa da democracia, o deputado estadual Iran Barbosa (PT) destacou a realização dessa mobilização nacional, quando atos em defesa do “Fora Bolsonaro” se uniram ao tradicional Grito dos Excluídos e Excluídas, em sua 27ª Edição, que aconteceu no dia de ontem, 7 de setembro.

Neste ano, segundo o parlamentar, o Grito dos Excluídos teve como lema ‘Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda já!’. O tema permanente é ‘Vida em Primeiro Lugar’.

Em Aracaju, o movimento sindical e os movimentos sociais construíram o 27º Grito dos Excluídos e das Excluídas e a caminhada de protesto aconteceu pelas ruas do Bairro Santa Maria.

“Nesta manhã, gostaria de me somar àqueles que ontem e sempre estão e estiveram na luta e na defesa de um país justo, igualitário, baseado em princípios democráticos e que repudiam qualquer tentativa de fragilização da nossa incipiente democracia”, disse Iran, durante o discurso na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

Para Iran, a democracia é uma experiência humana antiga, porém muito precária em nosso país, já que o Brasil possui uma tradição autoritária, com poucos períodos de experiência democrática.

“Portanto, se a democracia é um valor a ser perseguido e conquistado, nós precisamos zelar por ela”, acrescentou.

“Quero me somar ao povo brasileiro que, ontem, 7 de setembro, também ocupou as ruas para denunciar os ataques à democracia e repudiar as tentativas exercidas na busca de manipular a população para que ela se some ao projeto de destruição das instituições democráticas”, afirmou.

Iran Barbosa também defendeu que qualquer autoridade constituída que ameaçar o funcionamento da democracia precisa ser exemplarmente punida à luz da constituição brasileira.

“Não dá para silenciar e é por isso que denunciamos o que está acontecendo e nos manifestamos contra o golpismo que vem sendo defendido a todo momento pelo Presidente da República, num frontal desrespeito às suas prerrogativas constitucionais. Aproveito para reivindicar às autoridades que têm a tarefa constitucional de zelar pela Democracia e ao STF, guardião da Constituição, para que, dentro das normas instituídas no ordenamento jurídico brasileiro, punam qualquer tentativa de ataque ao regime democrático e ao funcionamento das instituições que garantem a democracia no nosso país”, manifestou Iran Barbosa.

“A verdadeira independência passa por comida no prato para todos, pela soberania nacional e pela reafirmação de princípios importantes, como democracia, solidariedade, justiça, equidade e fraternidade”, finalizou.