Iran Barbosa apela para que o governo atenda o pleito dos Peritos Oficiais

0
192
Crédito da foto: Divulgação/Sinpose

Os Peritos oficiais do Estado de Sergipe realizaram um ato, na última segunda-feira, 05, em frente à Secretaria de Segurança Pública, reivindincando que o governo priorize o encaminhamento, para a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), do Projeto de Lei que reestrutura a carreira da categoria. Segundo as informações do Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado de Sergipe (Sinpose), o projeto já foi devidamente negociado entre a categoria e o Governo do Estado, com o aval da Secretaria de Administração e da Procuradoria Geral do Estado, mas encontra-se parado na Secretaria de Governo.

O Deputado Estadual Iran Barbosa anunciou, na na sessão da Alese desta terça-feira, 06, que apresentará uma Moção de Apelo e uma Indicação para que o Poder Executivo encaminhe ao Parlamento a proposta de Lei já discutida e negociada com a categoria. Para o parlamentar é necessário unir forças para que o governo tome essa necessária iniciativa. “Precisamos somar forças para que o governo tome a iniciativa de encaminhar para o Parlamento sergipano, para a nossa casa, o projeto de lei que trata da carreira dos peritos”, afirmou.

O petista também apresentou dados que retratam a realidade salarial dos Peritos Oficiais de Sergipe em comparação a média nacional.

“É importante lembrar que os peritos sergipanos recebem o menor salário pago à categoria no Brasil. Sergipe paga aos peritos oficiais um salário muito baixo, e a discrepância não é pequena, é de cerca de 49% em relação à média nacional de salários. A reivindicação é, portanto, por respeito e valorização”, explicou.

O Deputado levantou outro dado importante: o do impacto que representa a folha de pagamento da categoria dentro da folha de pagamento geral dos Servidores Públicos do Estado de Sergipe, comprovando que não há justificativa para a negativa por parte do governo.

“Tem outro dado importante para a tomada de decisão política, o impacto da folha de pagamento dos peritos, dentro da folha dos Servidores Públicos do Estado, é de apenas 0,24%, ou seja, é algo que não justifica a negativa do atendimento ao processo de negociação que foi bem sucedido com a categoria e com o governo, mas que não foi concluído porque ainda não chegou a esta casa”, expôs.

Iran concluiu sua fala cobrando do Governo uma resposta à demanda reivindicada pelos peritos, reafirmando seu compromisso com a pauta da categoria.

“Estou apresentando uma moção de apelo e uma indicação ao governador, para que ele possa encaminhar o projeto a essa casa, mas fica aqui o apelo público para que nós possamos ter a possibilidade de apreciar”, afirmou.