Iran Barbosa reivindica transparência e agilidade no cadastro para vacinação de professores

0
180

Durante a sessão mista da Assembleia Legislativa de Sergipe da terça-feira, 15, o deputado estadual Iran Barbosa (PT) cobrou respostas sobre as dificuldades de liberação dos resultados das análises das solicitações para a vacinação dos professores no município de Aracaju.

O parlamentar também criticou o sucateamento do Sistema Nacional de Imunização, que já foi reconhecido internacionalmente pela sua capacidade e eficiência na política vacinal e que hoje, pelo descaso do governo federal, transforma o Brasil numa ameaça mundial no combate à pandemia.

“Sou daqueles que defendem, permanentemente, a vacinação como direito universal de todos e todas, e para isso tem que ter política séria e comprometida com a saúde do nosso povo. O Brasil já foi referência internacional dessa política e precisa voltar a ser”, expressou.

O petista também falou das dificuldades enfrentadas pelos sergipanos, citando como exemplo o município de Aracaju, onde os professores têm denunciado problemas para o acesso às respostas do cadastramento para a vacinação.

Relatos apontam que alguns profissionais do magistério têm o resultado quase que instantaneamente, porém, outros professores passam diversos dias sem ter seu pedido impugnado e sem ter o código de acesso à vacinação liberado.

“Eu tenho sido procurado por meus colegas, que relatam essa dificuldade para a obtenção da resposta à solicitação para a vacinação dos professores por parte do sistema VacinAju. A pessoa fica sem saber o que aconteceu com o seu pedido de cadastro para vacinação. Outros relatos dão conta de que, professores de uma mesma instituição de ensino recebem o resultado e outros não recebem. Há algumas incongruências que precisam ser corrigidas”, explicou.

Em função desses relatos e denúncias, Iran reivindicou maior transparência nos desdobramentos e na tramitação das solicitações de cadastro para a vacinação dos professores.

“Precisamos de mais transparência nesses desdobramentos. Os dados ficam em análise e, em muitos casos, demoram muito para se obter a resposta. Isso gera um desconforto e uma ansiedade muito grande para as pessoas”, cobrou.